TEMPO DA QUARESMA

O Tempo da Quaresma é um período especial em preparação à Páscoa, tem início na quarta feira de cinzas e termina ao meio dia do Sábado Santo ou de Aleluia, véspera do Domingo de Páscoa. Nos domingos deste tempo quaresmal não se jejua, e eles não são contados como dias de quaresma, por esta razão este ano (2017) o tempo da quaresma totaliza 46 dias, foi a partir do século VII que os domingos deste tempo foram acrescentados como dias a mais, tudo para que o número de 40 dias de jejum seja completo.  

Segundo a doutrina dos Santos Padres, este tempo foi instituído pela Igreja para que possamos imitar o exemplo do divino Redentor, que antes de começar a Sua Obra Messiânica e, portanto, de promulgar o Novo Testamento, preparou-se com a oração e o jejum no deserto, durante 40 dias e 40 noites. Assim o Retiro de Jesus no deserto  nos convida a nos prepararmos com oração e penitência, antes de empreendermos qualquer atividade ou decisão importante na nossa vida.

Segundo o Papa Leão Magno a finalidade da quaresma é:

1.   Celebrar o mistério da Sagrada Paixão e ressurreição com pureza da alma e do corpo, por isso meditamos a via sacra em especial ao longo da quaresma.

2.   Fazer penitência pelas culpas cometidas em outros tempos, este é um tempo em que nos confessamos e expiamos nossos pecados, rezando mais, participando de mais Santas Missas, jejuando, oferecendo nossos sacrifícios a Jesus, deixando de comer chocolate, de beber refrigerante ou deixando de fazer algo que a gente gosta muito.

3.   Exercer obras de piedade, Obras de Misericórdia.

4.   Atrair sobre si a misericórdia divina, avivar a confiança e renovar todo o homem interior - deixar o homem velho (coração velho) para trás e se transformar num novo homem (coração novo).

Neste tempo os cristãos dedicam-se à reflexão e à conversão espiritual, e se recolhem em oração e penitência, para lembrar não só os 40 dias no deserto como também os sofrimentos que Deus feito homem suportou por cada um de nós na cruz. Durante a Quaresma a Igreja inteira se põe a caminho na direção da Ressurreição e se empenha no esforço de renovação de vida e conversão.

A conversão é algo que incomoda. Se não “fazemos mal" ao homem velho na Quaresma, é porque ainda não conseguimos tocar com o dedo em nossas chagas mais profundas. A conversão, que é morrer com Cristo para ressuscitar com Ele, deve entrar no mais profundo de nosso ser, para mudar, reformar, cortar. Celebrar a Quaresma significa olhar sem medo no espelho, que é o Cristo, tomando a decisão de uma vida nova. Uma resolução firme, nesta caminhada quaresmal, já significou para inúmeras pessoas o renascer para a perfeita liberdade.


Protected by Copyscape