ORIGEM DA MEDALHA MILAGROSA

ORIGEM DA MEDALHA MILAGROSA

Na noite de 18 de julho de 1830, Maria Santíssima apareceu a Santa Catarina Labouré, religiosa Filha da Caridade, numa humilde Capela de Paris. A vidente estava ajoelhada aos pés da Santíssima Virgem, falou-lhe por duas horas seguidas, apoiando suas mãos sobre os joelhos de Maria.

Nossa Senhora lhe revelou as calamidades que iriam acontecer: a Cruz seria pisoteada, o Coração do Seu Divino Filho seria transpassado, o sangue correria pelas ruas.

Maria aconselhou Santa Catarina a ir rezar junto ao sacrário, naqueles dias de tribulação. Terminando a visão, Maria lhe disse que voltaria a vê-la, porque tinha uma missão a confiar-lhe.

No dia 27 de novembro do mesmo ano, Nossa Senhora apareceu de novo a Santa Catarina. Estava vestida de branco e pisava um globo terrestre, calcando aos pés uma serpente. Tinha nas mãos um globo menor, que oferecia a Deus. " O globo - disse Maria- representa o mundo e cada pessoa em particular". Em seguida, seus dedos se encheram de anéis e de pedras preciosas, cujo brilho iluminava a terra, o globo maior sobre o qual estava apoiada a Virgem Maria. "Esses raios - disse Maria- são símbolos das graças que alcanço para aqueles que as pedem". Ao redor de Nossa Senhora se liam estas palavras, escritas em letras douradas: "Ó Maria concebida sem pecado, rogai por nós que recorremos a vós!"

O quadro virou de lado e apareceu a letra M entrelaçada com uma cruz; embaixo, os Corações de Jesus e Maria e, envolvendo o conjunto, doze estrelas.

A Santíssima Virgem mandou: "Faze cunhar uma medalha segundo este modelo. quantos a trouxerem pendurada no pescoço receberão grandes graças."

A Medalha se propagou rapidamente. Só nos primeiros dez anos se repartiram mais de vinte milhões de medalhas. As curas e conversões foram tão numerosas que o povo começou a dar-lhe o nome de Medalha Milagrosa, e com toda propriedade conserva ainda este nome. Por meio desta medalha, Maria atrai os corações. Se alguém a recebe e usa com carinho e fé, uma transformação se opera em sua alma.

Convém lembrar que esta medalha não é um amuleto feito para "dar sorte", nem tem algum efeito "mágico", trata-se de um sacramental, isto é, um sinal usado para comunicar a graça atual através das súplicas e orações da Igreja.

A Medalha Milagrosa é a única medalha que veio do céu, cunhada e propagada por ordem expressa de Maria.

Os Santuários da Medalha Milagrosa, quando construído em uma Diocese, abre um canal especial por onde Maria Santíssima abastece a todos com toda sorte de graças.


Protected by Copyscape