O HOMEM DEVE CAMINHAR JUNTO A SEU SANTO ANJO

 

Assim disse Deus Nosso Senhor: “Vou enviar um Anjo adiante de ti para te proteger no caminho e para te conduzir ao lugar que te preparei. Está de sobreaviso em Sua presença, e ouve o que ele te diz. Não lhe resistas, pois ele não te perdoaria tua falta, porque meu nome está nele. Mas, se lhe obedeceres pontualmente, se fizeres tudo que eu te disser, serei inimigo dos teus inimigos, e o adversário dos teus adversários. Porque meu anjo marchará adiante de ti e te conduzirá entre os amorreus, os hiteus, os ferezeus, os cananeus, os heveus e os jebuseus, que exterminarei”... (Ex 23,20-23).

Portanto Deus falando assim, prova com Sua autoridade e Verdade, sem nenhuma dúvida, que os Anjos são criaturas que existem porque Ele as criou, a Ele pertencem e por Ele são solicitadas para o serviço e defesa da criação.

Para isto se afirma também que os homens são criaturas de Deus que existem porque Ele as criou e que Deus é o Senhor dos Anjos, dos homens e de todas as demais criaturas.

A revelação mostra a confiança que Deus tem em Seu Anjo, ao mandá-Lo proteger, admoestar e preparar nossos caminhos, defendendo-nos dos nossos inimigos. Isto mostra o grande amor e carinho que Deus tem por toda a humanidade, e que estas palavras não foram ditadas a um individuo, mas a todos os homens especialmente a todos os filhos do povo de Deus.

Isto prova que o Anjo foi enriquecido com faculdades superiores de espírito, talento e autoridade, porque Deus O colocou acima do homem, ao qual ordenou que O escutasse, pois “Meu Nome está nele!” (a autoridade de Deus está no Anjo).

Este é um sinal que Deus associou os Anjos aos homens, para que juntos, combatam os inimigos de DEUS. E prova que, esta ajuda dos Santos Anjos, se realiza em todos os setores da humanidade onde Eles nos alertam e ensinam; nos protegem e lutam em união conosco.

Além do mais, esta é uma demonstração consoladora de que o Todo-Poderoso, nosso Deus fiel e verdadeiro, nos há de conceder a vitória final, nos protegerá, nos levará a Sua Morada Celeste. Sim, por Seu Reino, lutamos em união com os Santos Anjos. Os Anjos da Guarda nos hão de conduzir ao Céu.

Sim, os Santos Anjos foram enviados por Deus em auxílio de nós homens, isso prova que existiam antes de nós. Os Anjos são as primeiras criaturas de Deus, como diz a Sagrada Escritura: “No princípio Deus criou os Céus e a Terra” (Gen 1,1). Deus criou primeiro o Céu a dizer, as criaturas espirituais com sua morada. O Céu espiritual e sobrenatural, depois o ambiente atmosférico ao que chamamos céu só mais tarde foi criado (Gen 1,8). Depois Deus criou a terra, a criação material e por último o homem. Assim, nos inícios da criação encontramos a Imagem de Deus: O Anjo, e ao término da criação, a Imagem de Deus: O Homem.

Os Anjos e os homens são de diversas naturezas. O Anjo é espírito puro, toda sua natureza é imortal. O homem está composto de alma espiritual e imortal e de corpo material corruptível. Por isso, podemos dizer: O Anjo está mais ligado a DEUS-ESPIRITO; o homem a DEUS-FILHO, o Verbo, o Filho do Homem, JESUS CRISTO. Só ao homem está disposto nascer, crescer e morrer por causa da sua natureza material. Mas os dois são imagens de DEUS: ambos foram submetidos a uma prova em que – de livre vontade- tiveram que decidir-se por DEUS ou contra DEUS, já que a Majestade de DEUS não é somente amor, mas também justiça, justiça donde se julgam as atitudes que em sua opção livre, hás escolhido o Anjo e o homem.

Comentário: Chegará para os homens o dia da grande prova, onde aqueles que ainda não fizeram sua decisão terão que fazê-la no escuro (na ausência de DEUS), assim como foi com os Santos Anjos.

Aqui na escolha dos Anjos se dividiu a milícia celeste. Diz a escritura: “Houve uma batalha no Céu. Miguel e seus Anjos tiveram de combater o Dragão (lúcifer). O Dragão e seus anjos travaram combate, mas não prevaleceram. E já não houve lugar no céu para eles. Foi então precipitado o grande Dragão, a primitiva Serpente, chamado Demônio e Satanás, o sedutor do mundo inteiro. Foi precipitado na terra e com ele os seus anjos”. Apocalipse 12,7-9.

Algo de novo ocorreu: A criatura em luta contra a criatura. Não é DEUS o SENHOR que por Suas próprias Mãos rebate para as profundezas os anjos rebeldes, ELE permite que os Anjos fiéis lutem contra os infiéis. Assim começam as grandes oposições: O adversário se coloca contra DEUS. A partir de agora, o mal combaterá sempre o bem; o demônio sempre assaltará o Anjo. O mal, sem hesitar, nos levará ao engano. No Anjo bom está o “Nome de DEUS”, Sua Majestade e Seu Poder. Ao pertencer a DEUS o Anjo fiel é um vitorioso, o primeiro ser criado que leva o Triunfo de Deus.

Em sua queda, lúcifer, o dragão e seus sequazes, se precipitaram para a terra e então diz a Sagrada Escritura: “Depois que o dragão viu que havia sido precipitado à terra, perseguiu a Mulher” e mais adiante:”A terra, porém, acudiu à Mulher, abrindo a boca( a terra) para engolir o rio (a água) que o Dragão vomitara de sua boca. Este então se irritou contra a mulher e foi fazer guerra ao resto de Sua descendência, aos que guardam os Mandamentos de Deus e têm o testemunho de Jesus.” (Apocalipse 12,13-17)

O homem também tem que submeter-se a prova. Tem que respeitar a vontade de Deus e defender sua Lei contra a serpente que foi arrojada para a terra e que agora vagueia procurando corromper, através da mulher, toda a humanidade.

Eva, a primeira mulher, caiu vítima da serpente. A vitória do dragão trouxe indizíveis sofrimentos para a humanidade. A morte, resultante do pecado original, foi imposta ao homem. 

Por isto a misericórdia permite que à terra venha em auxilio: assim como seu corpo foi formado do pó da terra, sendo portanto matéria pesada, sem transparência e submetido a dor. O homem não é imediatamente levado a condenação eterna, as águas do inferno, ao lago de fogo, a segunda morte, a morte eterna (cf. Apoc. 20,14). A terra abre silenciosamente seu seio recebe de novo em si mesma todos os corpos mortais, guardando toda a matéria que tem e que repousa até que venha o dia em que há de retornar para o Criador Todo Poderoso.

Esta Mulher que causa tanta ira ao dragão é a outra Eva, é MARIA, a mais pura de todas as criaturas humanas, a Imaculada, a Rainha dos Anjos, a Mãe de Deus. O fato da serpente não poder aproximar-se de Maria, faz com que ela (serpente) “persiga o Seu calcanhar”, o que significa, a todos nós, Seus filhos espirituais (os que foram marcados no Batismo pelo Sinal de Cristo e que observam os Mandamentos de Deus e por isso mantêm o testemunho de Jesus).

A humanidade está dividida em Povo de Deus- A Santa Igreja- e naqueles outros, que opostos a DEUS, permanecem na escuridão, nas sombras da morte e adoram o dragão, a Besta (cf. Apoc 13,12).

A Batalha não alcança somente os Anjos, mas também os homens. Os bons lutam contra os maus e esta luta continuará até o fim dos tempos. Para aquele que luta por Deus terá sempre a seu lado o Santo Anjo fiel que, iluminado pela graça de Deus, o conduzirá a vitória.

O inimigo maligno quer que nos desleixemos do sobrenatural. E este desleixo invadiu a humanidade e encontra-se até no recinto da Igreja. Assim é urgente a necessidade de deixarmos de novo robustecer o sobrenatural, em nós e no ambiente que nos cerca. Só através de motivos sobrenaturais o homem pode reprimir o materialismo e resistir às tentações da catástrofe da prosperidade. Só através do Espírito Bom (Santo Anjo); o homem pode reconhecer e expulsar a escuridão e confusão e a troca dos conceitos através do espírito mal, o demônio. O crescimento de epidemias espirituais através da arte e cultura, da imprensa, da política, das heresias, mostra claramente a necessidade duma purificação espiritual e afastamento não só dos frutos maus, mas também dos autores destes frutos.

A existência de Anjos e demônios é comprovada na Sagrada Escritura. Nosso Senhor deixou-se por causa de nós Ser tentado pelo demônio e servir-Se dos Anjos e comprova-nos assim a existência dos dois seres (criados por Ele). Em suas parábolas Ele nos fala muitas vezes dos Anjos: “O Filho do homem enviará Seus Anjos...”, “Os ceifadores são os Anjos”...

A santa Igreja é nossa grande Mãe, que foi-nos dada por Deus. Todos os homens têm um lugar nela. Deus, através do Batismo, sempre dá novas crianças à ela. Todas as Ordens e comunidades religiosas crescem no silêncio em seu seio. A fundação de uma comunidade é a hora do nascimento dela na Igreja. Porque Deus reconhece a aflição da Igreja mais cedo que nós homens, Ele permite que as crianças certas venham no Seu seio. Isto prova a história da Igreja.

Assim Deus sabe também mais cedo que os homens os grandes conflitos espirituais pelas perseguições da Igreja e humanidade através das ondas crescentes do abismo, das heresias. Então ELE envia Seus Anjos para ajudar.

O ensinamento da Igreja é o fundamento, e DEUS em Sua Misericórdia dá-nos o conhecimento claro da existência destes poderes de força de Deus. Estes conhecimentos promovem o amor para Deus, o respeito a Deus, a fé em Deus, a amor à Cruz, a fidelidade para com a Santa Igreja. Com isto, os Santos Anjos, guiam o homem no caminho certo, quando o homem escuta o Santo Anjo e cumpre, obedece as suas advertências e exortações. Porque o Nome de Deus está Nele (Ex 23, 20-23). Todo sobrenatural se torna tangível através da fé, mas a fé é graça. Quem acredita no Santos Anjos tem fé, a graça da fé. Quem não tem a graça da fé, duvidará de tudo.

A graça só podemos alcançar através da oração. Por isso a oração deve ocupar o primeiro lugar em nossas Comunidades. Rezando chegaremos perto dos Anjos. Rezando ouviremos a Sua Voz, a Sua Advertência, rezando Ele poderá nos iluminar e nos alertar para as ações do demônio.

O Santo Anjo quer mostrar a nós homens o demônio e quer dar clareza ao homem da multiplicidade e maldade dos seus ataques.

Poderíamos perguntar: Não seria fácil para Deus Todo Poderoso, só com um leve movimento de Suas Mãos, varrer toda a raça humana pecadora? Deus com um sopro não poderia aniquilar todos os demônios que oprimem o homem, levando-o a ruína? Porque razão Deus permitirá que suas criaturas atuem deste modo durante milhões de anos?

Nenhuma criatura, nem Maria, podem medir ou esgotar o amor poderoso e infinito de Deus, o fogo mais Intenso de Seu Ser Divino, querendo fazer-nos participantes da Sua Bem aventurança.

DEUS UNO E TRINO é perfeitamente feliz em Si mesmo e não necessita acrescentar nada a Sua felicidade; porém, ELE por amor, quis atrair para Si, com todo Seu amor, sabedoria e poder, a criatura que criou, para que ela sirva a Sua Majestade e Gloria,e louvando, esteja sempre em Sua presença.

Deus para fazer a Sua Imagem as Suas criaturas mais elevadas: os Anjos e os homens, dotou-os de livre vontade e de espírito imortal, e espera que Lhe sirvam decidindo-se livremente por Ele, não forçados, espontaneamente para que Ele por Sua justiça possa levá-los para a Bem aventurança eterna, onde lhes aguarda a recompensa do Único Denário. A Justiça Divina é tão grande quanto Seu Amor e por tal motivo, a criatura tem que passar pela prova do amor a fim de receber de Sua justiça, o prêmio da bem aventurança e da eterna posse de DEUS. Os Anjos, em virtude da própria percepção de sua natureza imortal, foram expostos a uma única prova decisiva para toda a eternidade.

O homem tem também, traçado um caminho idêntico, está sujeito a prova. Porém, ao estar vinculado à terra, não só enfrenta uma única e decisiva prova. DEUS, permite que seja tentado por uma criatura: o anjo caído; e alertado e auxiliado por outra criatura : O Anjo fiel. A Lei de Deus, o homem a tem sempre gravada em sua consciência. Além disso, esta lhe é proclamada pela palavra de DEUS e da Igreja. O Anjo da Guarda o recorda que deve guardar esta Lei. O demônio, por sua parte, tenta e seduz com o poder da liberdade, do dinheiro e da ciência: “Tudo isto te darei se te prostrares e me adorares” (me seguires) (Mt 4,9).

Agora também, em virtude de que as fortes tentações são, na maior parte dos casos, a causa dos pecados do homem (exceto os pecados contra o ESPIRITO), o Amor de Deus se volve mais misericordioso e em atenção aos méritos da Obra redentora de Cristo, redime a culpa do pecador na medida em que há contrição sincera.

Pela Misericórdia de DEUS, o Anjo da Guarda, é enviado em auxilio ao homem e assim coopera na grande Obra redentora de Cristo.

Quando o homem se abre a esta realidade, a esta Obra Divina, poderá então receber os ensinamentos dos Santos Anjos. Eles nos mostram os caminhos que nos parecem novos. Ele nos coloca as exigências, Ele nos abre não para a atividade exterior, mas leva-nos para o olhar interior. Tempo não faz diferença para Ele. Deus é para Ele Um e Tudo, Sua Honra, Sua Vontade, Seu Amor. Nós homens somos os aprendizes, os que escutam e que olham, para transformar tudo que os Santos Anjos nos passam em prática. O verdadeiro Servo de Deus é co-servo dos Santos Anjos. Para isto deve se exercitar no silenciar, na prontidão, na obediência.

Devemos acender em nós o amor pelo Santo Anjo da Guarda e para todos os Santos Anjos. Através deste amor queremos conhecer os Santos Anjos e assim Eles podem chegar mais perto de nós homens. É preciso atarmos nossa vontade no Santo Anjo, para que Ele possa nos guiar para perto de Deus.

Aqueles que caminham junto aos Santos Anjos têm deveres a cumprir:

O TEMOR A DEUS

Deve respeitar Deus, diante da Santa Madre Igreja, diante de todo sacerdote, diante da Palavra de Deus, diante de todos os Consagrados a Deus, mas deve também respeito diante do próximo, dos velhos, dos doentes e desamparados.

O SILÊNCIO

Devem aprender poder silenciar-se, mas silêncio bondoso que parte da tranqüilidade interior e da União com Deus. MAS antes deste poder silenciar-se está o desprendimento de todo peso de costumes e ligações desnecessárias. Só assim a alma estará livre para estar em Deus.

A TEMPERANÇA

A intemperança é a nossa doença no tempo atual. Por isso o homem tem que refrear seus pensamentos e não deixar-se desviar na crítica irritada ou em sonhos. Ele tem que medir as suas palavras e evitar cada falta de amor, também evitar cada distração. Ele não deve jamais em seus atos deixar reger simpatia ou antipatia. A temperança dos Santos Anjos, com a qual Eles nos medem é uma medida exata e imparcial.

A FIDELIDADE

Deus não esquece as promessas, que são feitas por nós à Ele e também os Anjos não a esquecem. Promessas estas da fidelidade no Santo Batismo, na Crisma, na Consagração Sacerdotal, do matrimônio, na ligação por votos, que em nada pode ser apagadas e desfeitas.

O AMOR      

Os Santos Anjos querem todo nosso ser ardendo de amor para DEUS, para o Santíssimo Pão, para a Cruz e para Maria. A escola do amor é para os Santos Anjos a mais importante, porque nisto é que mais faltamos.

O SERVIÇO DE MARIA

Maria é a Rainha dos Anjos. Ela é nossa Mãe. Tanto mais estamos ligados intimamente aos nossos Santos Anjos, tanto mais Eles presenciam; sobremaneira feliz; MARIA como Mãe: como Mãe de Cristo, do Seu Senhor, como Mãe da Misericórdia, como Perpétuo socorro – e Eles (os Santos Anjos) também presenciam através dos homens Maria como Mãe dolorosa com Seu traspassado e Imaculado Coração.

TEMOS ALGUNS DEVERES PARA COM OS SANTOS ANJOS:

1. Devemos viver na constante presença de Deus, como nosso Santo Anjo.

2. Amar o silêncio, obedecer e escutar o Santo Anjo

3. Ser servidores da Rainha do Céu Maria, como nossos Santos Anjos são

4. Rezar diariamente ao Santo Anjo fortalecendo assim a aliança com Ele.

5. Rezar o Angelus Domini (oração do Angelus) em nosso ambiente.

6. Buscar nossa força diária na Cruz e na participação do Santo Sacrifício (Santa Missa) diário.

7. Devemos prestar serviços de Santo Anjo da Guarda à outros (pessoas) e à Igreja,

8. Reconhecer a necessidade da expiação,

9. Confessar a Santa Igreja e não a criticar

10. Gostar de rezar,

11. Quando perceber o crescimento do demônio em alguma obra ou situação, querer ajudar

12.  Não ter medo do sacrifício

13.  Assumir com alegria tudo que acima está descrito.

DEVEMOS, POIS, NOS UNIR AO NOSSO SANTO ANJO URGENTEMENTE SE QUISERMOS CHEGAR DO OUTRO LADO DESTE ABISMO IMENSO QUE SE ABRE CADA DIA MAIS À NOSSA FRENTE.

    Solange


Protected by Copyscape