FESTA DA DIVINA MISERICÓRDIA

FESTA DA DIVINA MISERICÓRDIA

O preço da misericórdia, tão prodigamente derramada sobre o mundo foi: a Paixão, a Morte e a Ressurreição de JESUS.

JESUS manda comemorar essa festa da misericórdia Divina no primeiro domingo depois da Páscoa. E neste dia, Ele deseja que essa imagem seja exposta publicamente. Os dois raios significam o Sangue e a Água – o raio pálido significa a Água, que justifica as almas; o raio vermelho significa o Sangue, que é a vida das almas. Ambos os raios saíram das entranhas da Minha Misericórdia quando, na cruz, o Meu Coração agonizante foi aberto pela lança. Esses raios defendem as almas da ira de Meu Pai. Feliz quem viver à sua sombra, porque não será atingido pelo braço da justiça de Deus.

                                

”Ofereço aos homens um vaso, com o qual devem vir buscar graças na fonte da misericórdia.
O vaso é a Imagem com a inscrição: Jesus, eu confio em Vós” (Diário 327).

"Por meio dessa Imagem concederei muitas graças às almas;
que toda alma tenha, por isso, acesso a ela"
 (Diário 570).

 

”O Meu olhar, nesta Imagem, é o mesmo que eu tinha na cruz”

                               FESTA DA MISERICORDIA, MSIERICÓRDIA DIVINA, FESTA DA DIVINA MISERICÓRDIA, OLHAR DE JESUS NA CRUZ, DIVINA MISERICÓRDIA, JESUS MISERICORDIOSO

Como preparação para a FESTA DA MISERICÓRDIA DIVINA, Jesus exigiu uma novena de orações, que deve ser rezada nove dias antes da Festa da Misericórdia. A intenção para cada dia, JESUS mesmo sugeriu a Santa Faustina. Essas intenções lembram as intercessões da Sexta-feira Santa. Deve-se rezar durante os nove dias da novena o Terço da Misericórdia e a novena deve começar na Sexta-feira Santa. Diz Jesus: “Nessa novena concederei às almas todas as graças”; “Desejo que a Festa da Misericórdia seja um refúgio e abrigo para todas as almas, especialmente para os pecadores. Nesse dia estão abertas as entranhas da Minha misericórdia, derramando todo um mar de graças nas almas que se aproximarem da fonte de Minha Misericórdia; a alma que se confessar e comungar alcançará o perdão das culpas e castigos: nesse dia estão abertas todas as comportas Divinas, pelas quais fluem as graças; que nenhuma alma tenha medo de se aproximar de Mim, ainda que seus pecados sejam como o escarlate. A Minha Misericórdia é tão grande que por toda a eternidade não a aprofundará nenhuma mente, nem humana nem angélica. Tudo que existe saiu das entranhas da Minha Misericórdia. Toda alma refletirá em relação a Mim por toda a eternidade todo o Meu amor e a Minha Misericórdia. A Festa da misericórdia saiu das Minhas entranhas; desejo que seja celebrada solenemente no primeiro domingo depois da Páscoa. A humanidade não terá paz enquanto não se voltar à fonte da Minha Misericórdia”


Protected by Copyscape