CAPITULO IV - DEVERES DOS SENHORES E EMPREGADOS

 

· Filho; lembre-se dia e noite daquele que prega a Palavra de Deus para você. Honre-o como se fosse o próprio Senhor, pois Ele está presente o­nde a soberania do Senhor é anunciada.

· Procure estar todos os dias na companhia dos fiéis para encontrar forças em suas palavras.

· Não provoque divisão. Ao contrário, reconcilia aqueles que brigam entre si. Julgue de forma justa e corrija as culpas sem distinguir as pessoas.

·  Não hesite sobre o que vai acontecer.

·  Não te pareças com aqueles que dão a mão quando precisam e a retiram quando devem dar.

·  Se os trabalhos de suas mãos te rendem algo, as ofereça como reparação pelos seus pecados.

·  Não hesite em dar, nem dê reclamando porque, na verdade, você sabe quem realmente pagou sua recompensa.

·  Não rejeite o necessitado. Compartilhe tudo com seu irmão e não diga que as coisas são apenas suas. Se vocês estão unidos nas coisas imortais, tanto mais estarão nas coisas perecíveis.

·  Não se descuide de seu filho ou filha. Muito pelo contrário, desde a infância instrua-os a temer a Deus.

·  Não dê ordens com rudeza ao seu escravo ou escrava, pois eles também esperam no mesmo Deus que você; assim, não perderão o temor de Deus, que está acima de todos. Certamente Ele não virá chamar a pessoa pela aparência, mas somente aqueles que foram preparados pelo Espírito.

·  Quanto a vocês, escravos, obedeçam aos seus senhores, com todo o respeito e reverência, como à própria imagem de Deus.

·  Deteste toda a hipocrisia e tudo aquilo que não agrada o Senhor.   

·  Não viole os mandamentos do Senhor. Guarde tudo aquilo que você recebeu: não acrescente ou retire nada.

·  Confesse seus pecados na reunião dos fiéis e não comece a orar estando com má consciência. Este é o caminho da vida.


Protected by Copyscape