CAPITULO II - DEVERES PARA COM A VIDA E A PROPRIEDADE DO PRÓXIMO

 

O segundo mandamento da instrução é:

· Não mate, não cometa adultério, não corrompa os jovens, não fornique, não roube, não pratique a magia nem a feitiçaria. Não mate a criança no seio de sua mãe e nem depois que ela tenha nascido.

· Não cobice os bens alheios, não cometa falso juramento, nem preste falso testemunho, não seja maldoso, nem vingativo.

· Não tenha duplo pensamento ou linguajar, pois o duplo sentido é armadilha fatal.

· A sua palavra não deve ser em vão, mas comprovada na prática.

· Não seja avarento, nem ladrão, nem fingido, nem malicioso, nem soberbo. Não planeje o mal contra o seu próximo.

· Não odeie a ninguém, mas corrijam alguns, reze por outros e ame ainda aos outros, mais até do que a si mesmo.


Protected by Copyscape