ADORAÇÃO EUCARISTICA

 

“O ato de adoração eucarística tem por objeto divino a excelência infinita de Jesus Cristo, digno por Si mesmo de toda honra e glória. Com os vinte e quatro anciãos, depositando a homenagem de suas coroas aos pés do Cordeiro, colocai ao pé do trono eucarístico a vossa pessoa, vossas faculdades e vossas obras, dizendo-Lhe:” Somente a Vós, amor e glória!”

Contemplai depois a grandeza do amor de Jesus instituindo, multiplicando, perpetuando a divina Eucaristia até o fim do mundo; Admirai-Lhe a sabedoria nesta invenção divina que provoca a estupefação dos próprios Anjos; louvai-Lhe o poder que triunfou de todos os obstáculos, exaltai-Lhe a bondade na disposição de todos os dons. Rompei em transportes de alegria e de amor vendo que sois o fim do maior e mais santo dos sacramentos, pois Jesus Cristo teria feito só por vós o que fez por todos. Que excesso de amor!

Jesus Cristo está no Santíssimo Sacramento para mim; sem mim Ele aí não permaneceria. Devo render-Lhe minhas homenagens, a menos que eu seja um ingrato e um ímpio. Devo adorá-Lo por mim, do contrário serei um sevo infiel e indolente, merecedor da mesma sorte que o mau servo do Evangelho. Devo adorá-Lo pelos que não O adoram, que O abandonam, O esquecem, O desprezam e ofendem.”

    São Pedro Julião Eymard (Flores da Eucaristia - Ed. 1959)


Protected by Copyscape